Nordeste 2008 - Voo Livre, Serra de Bornes
Competição
Domingo, 03 Agosto 2008 12:37

Quarta e Última Prova do Campeonato Nacional 2008

 

9 de Agosto - 7º dia

Acabou o campeonato nacional de parapente. A última prova, na Serra de Bornes, em Macedo de Cavaleiros, contou com quatro mangas válidas num total de sete dias possíveis e uma afluência de pilotos bastante significativa. Foram, no total, 10 mangas, divididas por quatro competições que percorreram o país desde Castelo de Vide até Macedo de Cavaleiros, passando por Linhares da Beira.

A última manga realizou-se hoje. As previsões eram bastante boas, tendo em conta os últimos dias, pelo que os pilotos estavam bastante entusiasmados com este final de campeonato. A diferença de pontos entre os primeiros era muito pequena e muitos lutavam por um lugar do pódio. O vento fraco aliciou o comité de pilotos e o director de prova a fazerem uma manga de “ida e volta”, na área de Macedo de Cavaleiros. Num total de 45,9 quilómetros, o percurso teria uma baliza na Quinta do Cruzamento e meta na Barragem do Azibo.

Continuar...
 
Esclarecimento
Noticias
Terça, 30 Maio 2017 19:07
zaymy na kartu Esclarecimento sobre as provas designadas Liga Nacional Parapente 2017 - Paragliding Open Sport (até EN-C)” 

Caros pilotos, tendo surgido algumas dúvidas sobre o enquadramento da referida prova, vimos por este meio prestar o seguinte esclarecimento.

O objectivo desta prova, de acordo com a proposta feita pelo organizador e aceite pela FPVL, é o de proporcionar um novo espaço competitivo de iniciação à competição, destinada a pilotos com asas menos perfomantes (até à classe EN-C) que em situações normais estão em clara desvantagem em relação a asas de classes mais competitivas.

Tendo sido manifestada por parte de vários pilotos possuidores de outras classes de asas, a vontade de participar neste evento, foi decidido abrir a prova à participação de outras asas. Contudo, devido às características especiais desta competição existem algumas restrições:

  • Apenas as asas até à classe EN-C pontuam para a Liga Nacional, na classificação “Sport”.
  • A pontuação obtida pelas asas até à classe EN_C nesta prova (e nas outras provas “Paragliding Open Sport”) não conta para a classificação da Liga na classe Open, para não ficarem em vantagem em termos de número de mangas.
  • As pontuações obtidas pelas asas de classe superior não contam para a Liga Nacional.
  • A classificação para o troféu “Paragliding Open Sport” é da inteira responsabilidade do organizador e será explicitado no respectivo regulamento local.

A direcção da FPVL

 
III Open Internacional de Parapente - Mirandela 2008
Competição
Terça, 22 Julho 2008 10:16

Segunda Prova do Campeonato Nacional 2008

22 de Julho - 4º dia

Último dia de prova. Ao contrário do que se passou nos outros dois dias, hoje a manga foi validada. As previsões indicavam vento fraco de Sudeste, a rodar para Sudoeste com o decorrer do dia. O tecto estaria perto dos 3000 metros mas, no entanto, e à semelhança de ontem, uma inversão perto dos 1500 metros iria dificultar a subida aos pilotos. A subida para a descolagem SW foi feita à mesma hora dos outros dias (por volta das 10:30), mas os pilotos foram logo avisados de que a abertura da janela iria ser mais tarde, visto que não havia qualquer pressa de descolar.

No briefing ficou decidida a manga (48,8 quilómetros com uma baliza em Sá e meta perto de Verin) mas, ainda sem horários, os pilotos puderam descontrair durante mais uns minutos. Passado algum tempo, o director de prova reuniu os pilotos e informou que a janela iria ser aberta às 14 horas, sendo o start 45 minutos depois. Um primeiro grupo descolou, mas não conseguiu subir muito. A inversão que se tinha previsto impedia um melhor posicionamento para o início de prova e os pilotos mantiveram-se baixo por cima da descolagem. Um segundo grupo saiu entretanto, mas não teve tanta sorte. Algumas nuvens começaram a tapar o Sol e toda a zona em frente à descolagem ficou à sombra; deixou de haver térmica.


Os pilotos que saíram em primeiro lugar conseguiram eventualmente ganhar alguma altura para sair, sem nunca furar a inversão. A partir daí, o voo foi todo muito lento e trabalhoso. Chegaram à meta apenas 13 pilotos, tendo muitos ficado bastante perto. Do grupo que usufruiu da segunda descolagem, ninguém conseguiu chegar. João Brum venceu esta manga, seguido de Gil Navalho e Dinis Carvalho em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Continuar...
 
V Encontro Nacional de Parapente do Alentejo
Noticias
Sexta, 19 Maio 2017 20:08

Vimos por este meio informar da comunicação recebida da NAV em relação ao pedido de NOTAM para o encontro de Alcaria Ruiva, que foi recusado pelas autoridades militares, cujo conteudo transcrevemos abaixo.

Nestas circunstâncias a FPVL não pode patrocionar o referido encontro, sendo a condução do mesmo da exclusiva responsabilidade dos seus promoteres que devem em todo o caso respeitar as regras e restrições aeronáuticas vigentes na área


INF/66691/17

Em referência ao vosso pedido...

Actividade solicitada: V ENCONTRO NACIONAL DE PARAPENTE DO ALENTEJO
Início de validade pretendida:  1705200800
Local:  ALCARIA RUIVA

Informamos que o mesmo não foi aprovado pelas entidades  Militares porque A ATIVIDADE INTERFERE COM PROCEDIMENTOS IFR EM LPBJ.

Supervisor NOF/COM
DOPLIS/TRALIS/ICALIS
Centro Internacional NOTAM / Centro de Comunicações Aeronáuticas de Lisboa