Autorização de Utilização das frequencias da gama 143MHz
Quinta, 30 Janeiro 2014 00:00
Caros Associados.

No seguimento de comunicados anteriores, vimos informar que a Federação Portuguesa de Voo Livre, obteve a renovação da ANACOM para o uso das 3 frequências tradicionais na faixa de 143MHz. Sendo uma destinada à instrução, uma segunda destinada à comunicação entre pilotos, e uma terceira destinada a emergência e socorro. Esta autorização é extensiva a todos os praticantes de associações e clubes filiados na FPVL abrangendo todo o território de Portugal continental e insular, sendo válida até 30.6.2014

Esta autorização é destinada a uso de equipamentos que cumpram as normativas legais de certificação para uso profissional no espaço europeu aceites por Portugal, nomeadamente :

- Ter o equipamento programado para uma potência máxima de 2W sem possibilidade de aumento por operação no mesmo.
- Ter as Frequências e o espaçamento de 12.5 KHz pré-programadas no equipamento sem possibilidade de as alterar através de operação no mesmo

As frequências autorizadas são as seguintes:

143. 9250 frequência destinada à instrução.
143. 9375 frequência destinada a comunicação entre pilotos.
143. 9500 frequência destinada a comunicações de emergência e socorro.

Continuar...
 
Acção de Sensibilização de Voo Livre - 2014
Acção Sensibilização Voo Livre

A Câmara Municipal de Sintra conjuntamente com a Associação de voo livre de Sintra, leva a efeito mais uma Ação de Sensibilização de Voo Livre.

O proposito desta ação é dar a conhecer a pratica do voo livre em Sintra e fora do Concelho. Com duas sessões, uma teórica na Casa da Juventude com uma introdução de conceitos básicos de voo e outra de tarde com uma pratica de observação de tecnicas de inflados no campo.

Convida assim a CMS a que os seus municipes e não só, a juntarem-se a esta iniciativa.

Mais informações no site da Câmara Municipal de Sintra

 
Liga Nacional de Paramotor 2014 – Pombal
Segunda, 17 Março 2014 14:37

Liga Nacional de Paramotor 2014 - Pombal

Programa


Sábado - 29 Março

8h00 - Abertura secretariado
9h00 – Briefing
9h15 – Inicio de actividades
11h00 – Encerramento de voos
12h00 – Debriefing
12h30 – Almoço
16h00 – Reinicio de actividade
16h15 – Briefing
19h30 – Encerramento de voo
20h00 – Debrienfing
20h30 – Jantar

Domingo – 30 Março

8h30 – Abertura
8h45 – Briefing
9h00 – Inicio de actividades
11h00 – Encerramento de voos
12h00 – Debriefing
13h00 – Almoço
14h00 – Entrega Prémios
15h00 – Encerramento

 
Continuar...
 
Melhoramento da Descolagem da Murteira / Serra da Arrábida
Quarta, 12 Fevereiro 2014 23:43
Vimos informar que na sequência duma reunião havida no dia 8 de Janeiro entre a FPVL e o PNARR/ICNF, foram efectuadas diligências no sentido de identificar os proprietários do terreno onde se encontra situada a descolagem do miradouro da Murteira.

Tendo sido identificado o referido proprietário com recurso aos Serviços de Finanças, estão neste momento a ser desenvolvidos contactos tripartidos entre a FPVL, o proprietário e o PNARR/ICNF, no sentido de obter autorização oficial para proceder a trabalhos de beneficiação e melhoramento, duma forma que não afecte o ambiente natural da área e assim possa ser autorizada pelo PNARR/ICNF.

A direcção
 
FPVL Torna-se FAI Associate Member
Domingo, 02 Fevereiro 2014 01:42
Como pensamos ser do conhecimento geral, o estatuto de Utilidade Pública Desportiva (UPD), antes de duração ilimitada, passou, com o novo regime das Federações Desportivas, a ter uma validade limitada, tendo de ser renovado a cada 4 anos. Assim no fim de 2012 a FPVL iniciou o processo de renovação do UPD bem como o da obtenção do Estatuto de Utilidade Pública simples, que antes não detínhamos, mas que passou a ser também necessário (para além do UPD) com o referido regime.

Como foi amplamente divulgado o Estatuto de Utilidade Pública foi obtido sem grande dificuldade (devido ao historial de serviço público da FPVL), mas a renovação do UPD foi recusada com o argumento da FPVL não estar afiliada na federação internacional das modalidades, isto é a FAI, o que, segundo a opinião jurídica do IDP, é exigido por lei.
A direcção da FPVL não concorda com esta interpretação, tendo argumentado e contestado a decisão, mas sem resultado. Este problema aconteceu aliás com todas as federações aeronáuticas, cuja representação na FAI tem sido assegurada por via indirecta através do Aeroclube de Portugal.

Como forma de desbloquear a situação a FPVL com o acordo do AeCP requereu a afiliação directa na FAI através do estatuto de Associated Member, candidatura essa que foi aprovada com efeito a partir de 1 de Janeiro de 2014, tendo sido pedida de imediato a reapreciação do pedido de UPD.

Assim a partir de 1 de Janeiro de 2014, a FPVL passa a ser a responsável directa na FAI, pelas modalidades de Asa-delta, Parapente e Paramotor, assegurando a representação de Portugal junto das respectivas comissões, as Representação de Portugal nos Campeonatos do Mundo e da Europa e emitindo directamente as licenças desportivas internacionais e os IPPI cards.

Este novo posicionamento internacional, traz-nos novas prerrogativas, mas também responsabilidades acrescidas para quais apelamos ao contributo de todos.

A Direcção

 

FPVL Magazine - Sobrevoar 2