COVID19 - Retoma dos voos bi-lugar

Caros Associados, caros Pilotos

Tendo em consideração a chegada do nosso país à segunda fase de desconfinamento, no que se refere às modalidades de Asa Delta, Paramotor e Parapente, a FPVL informa que será possível voltarmos a voar em aeronave bilugar

A FPVL volta a fazer um forte apelo à consciência cívica de cada piloto para que se tomem TODOS os cuidados no sentido de não se tornarem agentes difusores do COVID19 na nossa comunidade e na população em geral.

Assim, e no retorno às atividades de voo em aeronave bilugar, a FPVL relembra a necessidade do cumprimento de todas as medidas enunciadas nos comunicados anteriores relativas à prática e ao transporte para os locais de prática, o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa e para o dever cívico de recolhimento domiciliário, para além do impedimento de aglomerados de mais de 10 pessoas em espaços reduzidos.

Considerando estas premissas, são ainda indicações da FPVL para todos os seus associados relativamente à prática do voo bilugar com elementos que não sejam do mesmo agregado familiar ou que não vivam em partilha de habitação:

  1. Adotar o uso de máscara para o piloto e passageiro, sendo recomendado o uso complementar de viseira de protecção;
  2. Adotar o uso de touca descartável;
  3. Adoptar uma higienização do capacete do passageiro com produtos devidamente recomendados e nas doses corretas após cada utilização;
  4. Adotar a higienização das mãos do passageiro ante que toque em qualquer equipamento de voo;
  5. Promover, incentivar e adotar as regras de etiqueta respiratória;
  6. Ter sempre lenços de papel disponíveis para si ou para ceder a outras pessoas;
  7. Ter sempre sacos para guardar e fechar lenços de papel e tocas descartáveis depois de usados;
  8. Assegurar a distância de segurança entre os presentes e adotar medidas de ajuda que anulem o contato cara a cara;
  9. Promover, incentivar e adotar medidas de auto monotorização dos sintomas;
  10. Manter-se sempre informado relativamente a estratégias de combate do vírus, do controlo da pandemia e de qualquer alteração das medidas recomendadas pelas entidades de saúde relativamente ao tema, nomeadamente consultando o Manual “Saúde e Atividades Diárias – Medidas Gerais de Prevenção e Controlo da COVID-19”, Volume 1, de 14/05/2020.
Certos de que podemos contar com todos os elementos da nossa cívica comunidade, desejamos um bom retorno às atividades de voo bilugar e que as nossas atitudes contribuam para o sucesso das medidas de retoma à normalidade que estão agora a ser tomadas.

Saudações desportivas
A direcção da FPVL
 
Cancelamento de todos os eventos até 31 de Agosto
Caros associados e pilotos

Considerando,

1. A decisão de vários municípios de cancelar a realização de todos os eventos desportivos e recreativos até ao dia 31 de Julho de 2020, entre os quais se incluem aqueles onde estavam previstos os nossos eventos e competições;
2. Que após contato directo com os vários municípios que apoiam a realização dos nossos eventos, se confirmou a sua indisponibilidade;
3. Que a fronteira terrestre com Espanha vai continuar fechada por tempo indeterminado, inviabilizando a realização de provas que a atravessem;
4. E ainda, as inúmeras restrições impostas à aglomeração e transporte de pessoas;

Vem, a direção da FPVL, no seguimento das directrizes nacionais no combate e prevenção activa à pandemia COVID19 e dos comunicados oportunamente divulgados relativos ao desenvolvimento da presente crise sanitária, cancelar TODOS os eventos inscritos no calendário de eventos da FPVL até ao dia 31 de Agosto de 2020.

Isto implica o cancelamento de todas as provas do Campeonato Nacional de Parapente, da Liga Nacional de Parapente, do Campeonato Nacional de Paramotor, encontros e festivais programados até essa data.

A validação de eventos em datas posteriores, mesmo que ainda não inscritos no atual calendário, serão motivo de posterior análise, de acordo com o evoluir da situação pandémica.

No sentido de propor objetivos e desafios aos pilotos no âmbito exclusivo dos seus voos individuais de lazer e treino, devidamente enquadrados e autorizados nos diferentes locais de voo tendo em conta todas as recomendações anteriormente divulgadas e outras que os diversos organismos nacionais de saúde e de segurança nacional possam vir a emitir, a FPVL irá procurar promover a criação de um mecanismo online, ao estilo da liga XC, com detalhes, regras e nome a definir e a divulgar posteriormente.

A direcção da FPVL tem consciência que estas decisões têm impactos profundos nas nossas modalidades e na organização de cada um de nós. Porém, face aos tempos excecionais que estamos a viver, considera não existirem condições para decisão diferente.

Estamos certos de que poderemos continuar a contar com o apoio e compreensão de todos.

Saudações desportivas

 
Apelo aos Pilotos
Caro Piloto,

Tendo em consideração a permissão para retomarmos as nossas atividades de voo em aeronave monolugar, no território continental, a partir do próximo dia 4 de maio e a vontade com que todos estamos de poder voltar ao ar, a FPVL apela a todos os pilotos para moderarem o seu comportamento e o de outros sobre quem tenham alguma influência, no sentido que se preste especial atenção à proibição de ajuntamentos com mais de 10 pessoas, conforme o comunicado do Conselho de Ministros do dia 30 de abril de 2020, bem como às normas de segurança anunciadas pela FPVL.

Alertamos para a possibilidade dos órgãos de comunicação social estarem particularmente atentos e que qualquer desobediência a estas normas pode ter uma repercussão enorme para as nossas modalidades. Não queremos ser uma comunidade que se revele à sociedade por razões negativas, antes pelo contrário, queremos ser um bom exemplo para todos.

Deste modo, solicitamos o teu contributo para que possamos sair desta pandemia de forma segura. Não queremos, por erro de alguns, contribuir para o retrocesso de todos à situação anterior em que nos encontrávamos. Não temos todos de ser os primeiros a voar. Alguns, mais pacientes, poderão esperar um pouco mais para que os menos moderados o possam fazer de imediato e assim estejamos todos em segurança.

Em cada um dos locais de voo devem ter em consideração, não apenas o número de pilotos que aí se juntam para voar, mas também os eventuais acompanhantes e público em geral que se possa reunir, já que se prevê uma afluência de pessoas aos locais de lazer onde muitas das vezes também voamos.

Apelamos ainda para que, nos locais onde estiverem escolas em funcionamento, se solicite aos instrutores no terreno, o apoio necessário e possível, no sentido de proporcionarem uma gestão racional do número de pessoas nesses espaços. Este apoio também foi já solicitado pela FPVL a todas as escolas.

Lembramos ainda aos pilotos que usam as praias para voar, que apesar desta decisão do Conselho de Ministros, os Capitães de Porto são a autoridade máxima desses locais e que podem não ter ainda levantado as restrições na sua área de jurisdição. Por isso, já que ainda não foi possível estabelecer contatos eficazes com todas as instituições em causa, que a sua utilização seja devidamente articulada com a capitania em causa para cada um desses locais de voo.

Voltamos a lembrar que os pilotos das regiões autónomas deverão aguardar por mais indicações dos respetivos governos regionais.

Queremos contar contigo e com a tua ajuda para que este retorno das nossas atividades seja um caso de sucesso.

A Direcção da FPVL

 
Retorno à prática individual das modalidades tuteladas pela FPVL

Caros Associados,

Tendo em consideração as medidas previstas no Plano de Desconfinamento do governo, aprovado no Conselho de Ministros de 30 de abril de 2020. A consultar em
https://www.portugal.gov.pt/pt/gc22/governo/comunicado-de-conselho-de-ministros?i=344

Será possível voltarmos a voar em aeronave monolugar, no território continental, a partir do próximo dia 4 de maio. Na Região Autónoma da Madeira e na Região Autónoma dos Açores, os pilotos deverão aguardar por orientações dos respetivos governos regionais relativamente a essa possibilidade.

A FPVL faz um forte apelo à consciência cívica de cada piloto para que tome TODOS os cuidados no sentido de não se tornar um agente difusor do COVID19 na nossa comunidade e na população em geral.

Assim, e no retorno às atividades de voo em aeronave monolugar, a FPVL relembra, de acordo com o plano atrás referido, o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa e para o dever cívico de recolhimento domiciliário, para além do impedimento de aglomerados de mais de 10 pessoas.

Considerando estas premissas, são ainda indicações da FPVL para todos os seus associados e pilotos:

  1. Promover, incentivar e adotar uma higienização regular das mãos;

  2. Promover, incentivar e adotar as regras de etiqueta respiratória;
  3. Ter sempre lenços de papel disponíveis para si ou para ceder a outras pessoas;

  4. Ter sempre sacos para guardar e fechar lenços de papel depois de usados;

  5. Utilizar sempre máscara social quando na presença de outras pessoas;

  6. Assegurar a distância de segurança entre os presentes e adotar eventuais medidas de ajuda que anulem o contato cara a cara entre pilotos;

  7. Adoptar medidas de higienização e limpeza das superfícies de contato e dos equipamentos com produtos devidamente recomendados e nas doses corretas;

  8. Promover, incentivar e adotar medidas de auto monotorização dos sintomas;

  9. Manter-se sempre informado relativamente a estratégias de combate do vírus, do controlo da pandemia e de qualquer alteração das medidas recomendadas pela Direção Geral de Saúde relativamente ao tema.

No que respeita às deslocação para os locais da prática, além de todas as medidas recomendadas pela DGS devem ser cumpridas:
  1. Usar viaturas com número reduzido de ocupantes, de preferência apenas com elementos do mesmo agregado familiar;

  2. Respeitar a distância de segurança;

  3. Usar sempre máscara social quando na presença de outras pessoas;

  4. Adoptar medidas de higienização e limpeza das superfícies de contato das viaturas com produtos devidamente recomendados e nas doses corretas;

  5. Outras a considerar ou a vir a ser consideradas pela DGS.

Certos de que podemos contar com uma atitude cívica por parte  de todos os elementos da nossa comunidade, desejamos um bom retorno às atividades de voo e que as nossas atitudes não contribuam para um retrocesso das medidas de abertura que estão agora a ser tomadas.

Saudações Desportivas

A Direcção da FPVL


 
COVID19 - Plano de Retoma das Actividades

Caros Associados e Pilotos

Como é do conhecimento de todos, a pandemia do COVID-19 originou a paragem total da actividade em todo o País e igualmente a das nossas modalidades.

Desde as primeiras decisões tomadas (ver comunicados de 12 de Março e 23 de Março) a direcção da FPVL tem acompanhado a evolução da situação, em contacto permanente com diversas entidades, nomeadamente o IPDJ, a Secretaria de Estado do Desporto, o Comitê Olímpico de Portugal e a Confederação de Desporto de Portugal, no sentido de avaliar soluções com vista ao levantamento das restrições á pratica das nossas modalidades.

Como todos devem compreender, a intenção da direcção da FPVL é fazer tudo o que estiver ao seu alcance com vista à retoma das actividades federativas e dos nossos associados, no entanto essa decisão está para além das nossas competências e responsabilidades, cabendo ás autoridades nacionais.

Nesse sentido a FPVL fez já chegar ao Secretário de Estado do Desporto, um conjunto de sugestões para a abertura faseada das actividades de Asa Delta, Parapente e Paramotor, considerando que a prática é efetuada ao ar livre e em terreno aberto, que a formação teórica é realizada em ambiente controlado e com um número muito reduzido de alunos, que um eventual cenário de levantamento condicionado das atuais restrições, ainda que de forma faseada e progressiva, seriam positivas para as nossas modalidades.

Assim, propusemos o seguinte:

1. Levantamento condicionado e imediato das atuais restrições, mantendo, em todas as fases da atividade, as medidas recomendadas pela DGS, nomeadamente, distância de segurança, máscara individual de proteção e outras que venham a ser recomendadas posteriormente, para as atividades:

• Prática de lazer e treino em aeronaves monolugar;
• Formação teórica;
• Formação prática em aeronaves monolugar;
• Atividade administrativa da federação;
• Atividade técnico-desportiva da federação.

2. Levantamento condicionado e numa etapa posterior das atuais restrições, mantendo, em todas as fases da atividade, as medidas recomendadas pela DGS, nomeadamente, distância de segurança, máscara individual de proteção e outras que venham a ser recomendadas posteriormente, para as atividades:

• Prática de lazer e treino em aeronaves Bilugar
• Prática competitiva
• Examinação de novos pilotos
• Voos de demonstração
• Disponibilização, através das Estruturas de Controlo Antidopagem, testes rápidos ao Covid19, a efectuar no acto da inscrição, a todos os participantes e elementos da organização dos nossos eventos competitivos, que ocorrem sobre a forma de torneios com duração entre 4 dias e uma semana.

Este levantamento condicionado de restrições imediatas ou posteriores devem ainda respeitar, no que se refere às deslocação para os locais da prática, competição e examinação todas as medidas recomendadas pela DGS, nomeadamente, viaturas com número reduzido de ocupantes, distância de segurança, máscara individual de proteção e outras que venham a ser recomendadas posteriormente.

Se este plano for aceite pelo governo, iremos elaborar um conjunto de regras e procedimentos, em colaboração com os Associados que manifestaram a sua intenção em colaborar na elaboração das mesmas (e que desde já agradecemos) e procederemos à sua divulgação bem como as datas de inicio de implementação das mesmas.

Saudações Desportivas

A Direcção da FPVL